Quem somos

A FASFI – Fundação de Ajuda Solidária Filhas de Jesus é uma organização civil, não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2003, na Espanha. No Brasil, apresenta-se como uma filial e conta com a participação de leigos voluntários e colaboradores, independentemente da crença religiosa. Essa fundação faz parceria com as irmãs Filhas de Jesus e busca globalizar a solidariedade.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Por cada criança e adolescente...

A FASFI no Brasil estabeleceu a causa da criança e do adolescente como uma das prioridades da sua ação social.

Para tanto , a equipe da Sede da FASFI em BH está se aproximando das ações da Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente em Minas Gerais que vive um importante momento de transição e de reconfiguração da sua Diretoria.


FASFI, presente na Assembléia do dia 19 de agosto em BH

Até lá! 




Por cada criança e adolescente...

A Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente em Minas Gerais está com Assembleia convocada para avaliar as realizações, sinalizar os rumos e eleger a Coordenação Colegiada para o quadriênio 2017-2021.
Tempos de  incertezas e de um indesejável esvaziamento das ações de articulação e defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes.
Muitas entidades se afastaram para “cuidar do seu quintal”, o que reconhecemos que tem sido uma tarefa cada vez mais árdua para todos.
O trabalho ficou pesado para quem ficou e teve encontrar forças na convicção de que a atuação em rede é o único caminho.
A FASFI fortalece o chamado e convida entidades , lideranças e movimentos de defesa da cidadania infanto-juvenil para se juntar a nós  e fortalecer e legitimar as ações pretendidas, cuja continuidade vai depender dessa adesão.
Reservem o dia 19 de agosto, para participar conosco da Assembleia que vai acontecer em Belo Horizonte.
Além de indicadores sociais alarmantes e de uma realidade de retrocessos, nossa crianças e adolescentes estão cada dia mais expostas.
Com tristeza, fazemos memória do fato ocorrido em julho deste ano, na cidade do Rio de Janeiro, quando uma criança no ventre da mãe foi atingida por uma bala de revólver  que atravessou seu pulmão e a medula .
Pasmem...
Uma criança está paraplégica e ainda corre risco de vida porque, ainda no ventre da mãe, foi atingida pela violência que nos desafia a todos.
Em nome do Arthur e de cada criança do Brasil, convidamos a todos para que possam estar conosco e fortalecer nossa caminhada cidadã.
Segue a convocatória oficial e nos encontramos lá!



A Coordenadora-Geral da Sociedade Mineira de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (SMDDCA), identidade jurídica da Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Minas Gerais, no uso de suas atribuições, convoca os associados e as entidades filiadas para a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no dia 19 (dezenove) de agosto de 2017, sábado, de 09h00min às 17h00min, sendo a primeira chamada às a 09h00min e a segunda chamada às 09h30min, para início com qualquer quórum, no seguinte local:
Vicariato Episcopal para Ação Social e Política, da Arquidiocese de Belo Horizonte: Rua Além Paraíba, N.º 208, 3.º andar, sala 313, Bairro Lagoinha – Belo Horizonte/MG.
Pauta: Apresentação e aprovação de documentos de gestão administrativa e financeira; Apresentação dos resultados gerais alcançados nos anos de 2015 e 2016; Atuação da SMDDCA/Frente de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente na mobilização, articulação e representação no estado de Minas Gerais e encaminhamentos futuros; Escolha da nova coordenação colegiada para a gestão 2017/2021, nos termos do estatuto; Outros assuntos e informes gerais.


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

FASFI em Encontro Nacional



Na manhã fria de cinco de agosto de 2017, na Cidade de Bragança Paulista/SP, com a participação de aproximadamente cinquenta pessoas que compõem os Núcleos da FASFI no Brasil, num clima de muita beleza, acolhimento e fraternidade, tivemos o IV Encontro Nacional.

Durante toda a manhã, pudemos expor as nossas experiências, buscas, ideais! Esta manhã de encontro nos trouxe um maior conhecimento sobre a Missão da FASFI. Ainda, reunimos as nossas experiências para lançarmos um novo olhar para avaliar, projetar e moldar nossos próximos passos enquanto membros da FASFI.


Antes de iniciarmos os nossos trabalhos, fomos recepcionados pela música do "Quarteto Alegretti" da Escola Estadual Alegretti. Lindas canções entoadas pela juventude, abriram a nossa manhã!

Durante a acolhida realizada pelo Diretor da Casa - Instituto Educacional “Coração de Jesus” - Joel Rezende, foi lembrado com carinho o trabalho de imersão da FASFI no Brasil realizado pela Ir. Joseilda, que nos deixou recentemente. Apresentou-nos também, a Ir. Edna Zangale que recentemente foi nomeada a delegada da FASFI no Brasil.

A Ir. Edna ,de um modo bastante acolhedor lembrou a todos  sobre a missão da FASFI que é o que nos une no mesmo horizonte “globalizar a solidariedade”.

A manhã de formação nos trouxe muitas reflexões provocadas pelos nossos palestrantes. Com um extenso currículo, o Dr. Fernando Gomes que é professor, filósofo, escritor, sociólogo e também advogado, nos trouxe elementos para fazermos “Uma análise da atual conjuntura social brasileira”. Com muita sabedoria nascida de experiências vivenciadas e muita reflexão, o Dr. Fernando tratou o tema de forma existencial, focalizando o ser humano, como uma pessoa a exercer a sua liberdade e decidir sobre o seu comportamento no meio de uma sociedade cujos valores máximos são o dinheiro e o status social. Estimulou-nos a refletir sobre o conceito de “revolição” – transformação por atitude; causa social – capacidade de renunciar à própria zona de conforto para um bem maior (fazer o bem é obrigação). “Alteridade” – ter espaço comum, colocar-se na mesma altura do outro para perceber a sua realidade; “Pertencimento social” – conhecimento e enraizamento de suas origens,  cultivando os seus valores.


Na continuidade da nossa manhã de formação, recebemos a exposição da Psicóloga Marcela Hipólito que explorou o tema: “Diversidade Social: uma visão e análise psicossocial”. Ficou destacado que o respeito à diversidade é estar em atitude atenta e curiosa diante do outro para percebê-lo em sua totalidade. Não rotular. Os comportamentos são sinais para o mundo daquilo que está dentro de nós. Importante estar de verdade com o outro ser humano independente de cargo, status. Aceitar a própria limitação para aceitar o outro. Temos de nos tornar o que queremos ser e o futuro dependerá do que somos no presente.

Com o fim das exposições da psicóloga Marcela, concluímos que todo o período da manhã foi forte e estimulante para todos nós, cuja missão é ser e estar para o outro.

Durante a pausa para o almoço, fomos presenteados mais uma vez com um precioso gesto de acolhida e delicadeza. Almoçamos embalados pelo encanto da Orquestra de Cordas de Morungaba. Os jovens aprendem não só a música, mas também a arte da luteria, que lhes ensina a construírem os seus próprios instrumentos. A música aqueceu nossos corações e nos encantou os ouvidos com a execução de várias peças. Agradecemos à Orquestra, e às nossas colaboradoras voluntárias que nos acolheram e nos recepcionaram com muito amor! Nosso muito obrigad@!


No período da tarde, retomamos a nossa conversa sobre os Relatos das Coordenadoras dos Núcleos que trouxeram as suas experiências e desafios nos passos diários, na consolidação do trabalho em busca do cumprimento da missão da FASFI.

Pelas dezesseis horas a Equipe da FASFI Sede fez memória das indicações do Encontro Nacional de 2016 para o fortalecimento da mesma no período de agosto de 2016 – agosto 2017. Após a sua avaliação e considerações práticas foram levantadas algumas perspectivas e diretrizes de ação para o novo período de funcionamento da FASFI.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

IV ENCONTRO NACIONAL DA FASFI - Bragança Paulista/SP

No próximo dia 05 de agosto, estarão reunidos membros dos Núcleos de São Paulo: Campinas, Mogi Mirim e Bragança Paulista; e de Minas Gerais: Belo Horizonte e Montes Claros. 
O Encontro Nacional é sempre um tempo e um espaço de formação, de confraternização, de avaliação da vida e ação dos Núcleos e Sede FASFI no Brasil. Com a avaliação, levantaremos as prioridades para o próximo ano. Desejamos tod@s que este encontro nos fortaleça e nos anime na missão da FASFI.
Nos encontramos em Bragança!

terça-feira, 25 de julho de 2017

Trabalho voluntário não é coisa de gente santa

 A FASFI existe e está a serviço dos que nela buscam a "ajuda solidária" porque pessoas movidas pelo ideal de um mundo mais humano e fraterno vivem a alegria de doar tempo e energias para fazer frutificar o amor em ações concretas.


 
"Trabalho voluntário não é coisa de gente santa. Não é para quem quer mudar o mundo ou ser bem visto. Trabalho voluntário é para quem quer mudar a si mesmo e está disposto a aprender por meio do contato com novos mundos. É uma excelente ferramenta de empatia, onde o aprendiz ensina mais que o professor. Voluntariar é transbordar de tanto aprendizado e gratidão, é superar dores e desafios inimagináveis, porque vê na história do outro as bênçãos da própria vida. A nossa maior ligação é humana, feita de respeito e gentileza. Onde existem voluntários, existe a mistura das cores, das classes, das crenças e de passados. A curiosidade pelo outro alimenta a nossa alma sedenta por sentimentos reais! Voluntariar é doar amor para curar a dor do outro, e sem saber, descobre que esse é o remédio para curar a nossa própria. Em todos esses mundos eu encontrei um olhar de gratidão profundo, desses que desconstroem quem achávamos que éramos e faz renascer quem realmente queremos ser nesse mundo!!"


(Autora: Ana Maria Vargas da Cunha, enviado por Cássia/Coordenadora do Núcleo de Campinas). 

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Sobre casa e fantasia...




O Núcleo da FASFI em BH, mantém um Projeto Voluntário de Presença Solidária junto à CASA DOS PEQUENOS da Associação Irmão Sol.

Esta Unidade de Acolhimento Institucional para a faixa etária de 0 a 6 anos em situação de violação de direitos abriga crianças que, por algum sério motivo não pode estar em casa, junto aos seus...

Só esta constatação bastaria para termos o alcance e a preciosidade do trabalho ali realizado com a dedicação de toda equipe.

Os 27 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, aparato legal comprometido com a promoção e a defesa dos direitos das crianças e adolescentes coincidiram com a reforma da casinha da brinquedoteca que as voluntárias promoveram.